quinta-feira, 3 de maio de 2012

Resumo das oficinas em Penedo e Piranhas



O que se precisa para fazer teatro?

Foi com essa pergunta que o encenador Samuel Santos iniciou a oficina de Improvisação e Interpretação Teatral nas cidades de Penedo (no Theatro Sete de Setembro) e em Piranhas (no Instituo Federal de Alagoas - Campus Piranhas). 

Não demorou muito para que os participantes apontassem um fator bem importante: Observação.

E foi através de jogos que trabalham a observação pessoal e coletiva que os participantes perceberam que estar em cena é muito mais do que apenas decorar um texto. É preciso escutar, observar, se desprender dos bloqueios, sentir prazer em estar na cena, reger o palco, aproveitar os instantes de texto e de silêncio, ter cumplicidade com os outros atores, diretor e plateia e buscar sempre novas possibilidades para cena


Apresentação Pessoal dos participantes - Oficina Penedo

Apresentação dos participantes - Oficina em Piranhas

Jogo de Observação - Oficina Penedo

Jogo de Observação - Oficina Piranhas (AL)

O segundo momento da oficina trabalhou a Memória das Emoções, exercício baseado no método de Stanislavski. Onde os participantes eram estimulados a trazerem lembranças vividas ou conhecidas para contribuir na construção da cena. É utilizar algo que aconteceu com o ator, trazer para o íntimo e saber usar no personagem. Vale destacar algumas falas dos próprios participantes em relação ao jogo proposto:

" Achei importante esse jogo porque ele faz com que a gente busque coisas que realmente nos façam sentir. E é mais fácil pra fazer em cena".
" É interessante pois trabalha com os nossos sentimentos reais e temos que observar-los. Eu nunca tinha feito isso."
" Me fez lembrar coisas da minha vida muito importantes." 

Experimentando sensações - Penedo (AL)

Criando Cenas - Oficina em Penedo (AL)


Memória das Emoções - Oficina Piranhas (AL)

Experimentando e Criando Cenas - Oficina Piranhas (AL)

O terceiro momento da oficina é dedicado a Jogos de Improviso baseados em Viola Spolin. O jogo Conversa a Três tem como objetivo estimular a criatividade e o improviso dos participantes que precisam criar cenas diferentes, sem combinação prévia e vivendo vários personagens ao mesmo tempo. Complicado? Nada. Na prática é fácil e um jogo maravilhoso de aplicar e vivenciar.

Conversa a Três em Penedo (AL)

Conversa a Três em Piranhas (AL)

E o quarto e último momento da oficina, é destinado aos exercícios de Michael Tchecov que trabalham a energia, dilatação, contração, voo, movimentos circulares, movimentos pontiagudos e exercícios de foco e precisão.

As duas oficinas renderam bons resultados, a avaliação dos participantes foi super positiva e o grupo O Poste ficou satisfeito com o trabalho realizado. Que venham as outras cidades. 

Aquecimento
Pássaro

Contração
Voo

Bigorna

Movimentos Pontiagudos


Movimentos Circulares

Centro de Energia



Nenhum comentário: